Resgatando a confiança do servidor sancristovense, o prefeito Marcos Santana e a equipe da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplog) vêm trabalhando para manter em dia a folha de pagamento mensal do município. A Prefeitura de São Cristóvão também já iniciou o repasse de metade do 13º dos funcionários e celebra, em quatro meses de gestão, o aumento de 7.64% para os professores da rede pública municipal.

“Pagar salário em dia parece ser algo que não merece comemoração, mas quando relembramos como era a relação entre o servidor e o município, onde não havia a segurança no recebimento do pagamento, torna-se importante o fato de estarmos pagando todos os servidores sempre dentro do próprio mês. Queremos manter essa forma de agir e para isto se faz necessário um esforço, visto que temos problemas sérios de arrecadação e receita. Assim, o pagamento feito em dia é emblemático em função do histórico de pagamentos atrasados que existia na administração municipal. São quatro meses pagando em dia e torcemos para continuar neste ritmo de trabalho”, enfatizou o prefeito.

Segundo frisou o secretário da Seplog, Ademar de Oliveira Ribeiro, a obrigação do empregador é pagar em dia o salário de cada mês, mas dentro da conjectura nacional, onde o país vem passando por uma crise financeira e econômica, a realidade da maioria dos municípios brasileiros acompanha esse crítico rítmico, porém, os servidores sancristovenses estão sendo tratados com todo o respeito que merecem. “Pagar o salário em dia, dentro de cada mês, dá maior tranquilidade aos servidores. É importante que as pessoas recebam seus pagamentos rigorosamente dentro do mês”, pontuou.

Dentro do pacote de ações prol servidores, a Prefeitura de São Cristóvão começou a mudar a realidade do magistério municipal, e já em abril deu o aumento de 7.64% para a categoria. Ao todo, 328 professores tiveram seus salários reajustados. Reconhecendo que no passado, os professores do município enfrentaram problemas com a administração pública, incluindo corte salarial, Marcos Santana enfatizou que a atual gestão já iniciou a reconstrução da relação professor/município e que desde janeiro abriu o diálogo com os professores, através de reuniões com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado de Sergipe (Sintese).

“Estamos partindo do pressuposto de que o professor tem que ganhar o piso. Pensando nisso, o nosso compromisso com a categoria é que nestes quatro anos de mandato trabalhemos para ao final de nossa gestão tenhamos pago o piso vigente no período. Vamos trabalhar para recuperar os salários dos professores, fazendo com que eles tenham garantido o pagamento do piso da categoria (que atualmente é de R$ 2.298,80). O que já estabelecemos na nossa relação com os professores é que a gente precisa garantir um canal de comunicação de diálogo aberto. Diálogo permanente para resgatar o passivo que o município de São Cristóvão tem com esses importantes profissionais”, disse o prefeito.

13º salário. A prefeitura adiantou o pagamento de metade do 13º salário dos servidores efetivos. De acordo com explicação da diretora de administração de pessoal da Seplog, Mônica Silveira Mendonça, o estatuto municipal do servidor (pela lei complementar nº 16/2011) não obriga o pagamento do 13º antecipado, porém, a prefeitura resolveu adiantar este pagamento como forma de benefício. “Foi uma decisão administrativa do prefeito e quem aniversariou em janeiro, fevereiro, março e abril já recebeu seu pagamento. Agora, a partir de maio, e assim sucessivamente, os servidores receberão sua metade do 13º dentro do seu mês de aniversário. Essa antecipação é uma forma nova de administrar contemplando o servidor. É mais um esforço que a administração de São Cristóvão vem fazendo para garantir maior comodidade ao nosso servidor”, esclareceu.

Organizando a casa


Ademar explicou que os primeiros meses da gestão estão servindo para reorganizar a administração municipal, tendo como base a relação direta entre a Seplog e as demais secretarias. “A Seplog vem mantendo um diálogo diário com as demais secretarias do município, tentando minimizar exatamente, quaisquer problemas na folha de pagamento no sentido de que os encaminhamentos das demandas sejam feitos o mais rápido possível, cumprindo prazos. Estamos sendo rigorosos em diversos aspectos e é um processo cultural este contato diário com os secretários para a verificação das respectivas demandas. Assim, estamos recebendo rapidamente as informações relativas às secretarias, fazendo com que as mesmas cheguem num curto espaço de tempo ao nosso setor de recursos humanos, culminando em ajustes mensais na folha e até reduções de custos. É um trabalho constante e esse rigor na administração da folha tende a fazer a diferença”, enfatizou o secretário.

Para Rafaela Pereira, servidora municipal há oito anos, a nova administração vem passando uma segurança, no tocante ao trato para com o servidor. “Ter a confiança de receber em dia é importante e nos dá tranquilidade sabermos que na data exata teremos como honrar nossos compromissos”. A mesma opinião foi dividida por Paula Maíra Carvalho (também oito anos trabalhando no município). “Agora temos a certeza de que ao chegar o final do mês, o dinheiro estará na conta. Dessa forma, consigo organizar melhor a economia doméstica de minha casa”, finalizou.

 

Fotos: Márcio Garcez.