Em comemoração à Semana do Meio Ambiente, alunos e professores de São Cristóvão participaram na manhã desta quarta-feira, 7, de uma série de palestras sobre agroecologia, recursos hídricos e práticas sustentáveis. Organizado pela Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente, o evento ocorreu no Lar Imaculada Conceição, no Centro Histórico, e teve com objetivo estimular o debate sobre o tema, despertando a consciência sobre a necessidade de preservar os recursos naturais.

O prefeito Marcos Santana esteve presente à abertura da atividade e ressaltou a importância de incorporar os cuidados ambientais como prática cotidiana. “Quando organizamos eventos como estes, reunindo alunos, jovens, adolescentes, é justamente para criar em vocês a curiosidade, despertar a necessidade de defender a terra, a nossa casa comum. Porque o que nos une efetivamente é o nosso planeta e, acreditem, se não o preservarmos, não haverá futuro para a humanidade. A nossa expectativa é tocar o coração de vocês, deixar a semente de que é imprescindível cuidar do nosso ambiente, da nossa terra, da nossa cidade. Precisamos agir coletivamente, sim, mas também com ações individuais, diárias. Tendo consciência, por exemplo, da importância de descartar o lixo no lugar adequado, de cuidar dos nossos rios, de trazer para si práticas sustentáveis”, pontuou o gestor.

Marcos Santana falou também sobre a política ambiental do município de São Cristóvão, ressaltando que a proposta da gestão é construir uma cidade voltada à sustentabilidade, unindo poder público e sociedade civil.  “Definimos como linha programática que o nosso município tenha efetivamente ações voltadas à educação ambiental e à redução dos impactos nessa área. Criaremos, inclusive, mecanismos de fiscalização municipal para que pessoas e empresas não danifiquem o meio ambiente ou criem situações que não sejam sustentáveis”, frisou o prefeito.  

Aprofundar as discussões

Para o secretário especial de Agricultura e Meio Ambiente, Carlos Tadeu Rosa, o evento foi um momento de aprofundar as discussões sobre a preservação ambiental, trazendo-as às esferas estaduais e municipais e despertando na juventude um novo olhar sobre o tema. “Gostaria de destacar a valia em tê-los aqui, debatendo um assunto tão importante como este. A juventude tem que se apropriar dessas questões; vocês são formadores de opinião e comporão uma geração futura que terá muito que pensar sobre o meio ambiente, sobre como aplicar ações concretas para cuidar dos nossos recursos naturais”, avaliou.

Já o vereador Paulo Júnior (PSL) considerou a preocupação ambiental como um aspecto que deve unir poder público e população, com definição de ações e responsabilidades coletivas e individuais. “Considero que essa questão deve ser tratada como um lema das nossas vidas por ser fundamental para a sobrevivência dos seres humanos. A preservação do meio ambiente, dos nossos mananciais é fundamental para que possamos evitar riscos futuros, e deve ser encarada de maneira responsável e consciente, cabendo à esfera pública o papel educativo e também fiscalizador”.

“Pensarmos juntos”


As palestras apresentaram uma diversidade de temas nas discussões ambientais, com as seguintes exposições: Políticas ambientais, com o biólogo e doutor em Saúde e Meio Ambiente, Genivaldo Nunes; Recursos Hídricos, com o coordenador-geral do Fórum Nacional de Comitês de Bacias Hidrográficas (FNCBH), Luiz Carlos Souza; e Agroecologia na área de agronegócios, com a agrônoma Ana Cristina Oliveira.

A preocupação em apresentar temáticas distintas foi valorizada pelos participantes. O professor de Biologia, Flavio Andrade, destacou o valor da atividade na formação didática, além da construção da cidadania dos jovens sancristovenses. “É fundamental na percepção e na compreensão da importância das questões ambientais e um complemento nas informações debatidas na sala de aula”, avaliou. “Acho muito interessante pensarmos juntos as maneiras de preservar as nossas riquezas naturais. Assim poderemos avançar”,  defendeu a estudante Raquel Martins, do 3º ano do Colégio Estadual Deputado Elísio Carmelo.   

O evento contou ainda com a presença da secretária de Saúde de São Cristóvão, Joélia Santos; do presidente da Fundação Municipal de Cultura e Turismo João Bebe Água, Gaspeu Fontes; e de servidores municipais.

Fotos: Márcio Garcez