Na noite da última segunda-feira (09), aconteceu na Escola Araceles R. Correia mais uma ação do ciclo de palestras intitulado ‘Cuidar da vida: Cuido de mim, de você e de todos nós’. O projeto que vem sendo realizado nas escolas da rede municipal de ensino junto aos alunos do Programa Educação de Jovens e Adultos (EJA) é uma parceria da Secretaria Municipal de Educação, com a Secretaria Municipal de Assistência Social e do Trabalho (Semast), Secretária Municipal de Saúde, SMTT e Policia Militar de Sergipe e tem por objetivo discutir, através de palestras e dinâmicas em grupo, temas de relevância social com os alunos, além de despertar nos participantes o sentimento de pertencimento à comunidade escolar.  

Segundo a coordenadora do Ensino Fundamental II e EJA, Aldira Beatriz de Siqueira, o projeto leva conhecimento de forma dinâmica além da valorização do aluno. “O projeto tem a função de acolher esses alunos e mostrar a importância deles para a escola e para a comunidade. Trabalhar a autoestima dessas pessoas é fundamental, sempre criando o sentimento de que eles pertencem à escola e a comunidade. A ideia é trazer algo que além de distrair, ensine ao aluno”.

De acordo com o diretor da Escola, Antônio Paixão, o projeto desempenha um importante papel na construção de cidadãos conscientes socialmente. “É de grande utilidade para o estudante e para a escola, ele permite que nosso aluno interaja e vivencie coisas novas, tirando deles o foco para os pensamentos nocivos. Além disto, ele reveste o aluno de novos conhecimentos,” disse.

Atentos às discussões, o aluno Alisson Santos de Jesus, apontou a importância das palestras para a construção do saber. “Elas ajudam muito na construção do nosso aprendizado e o melhor é que é feito de forma dinâmica. Elas ajudam a gente a refletir e aprender de modo diferente”.

Para o Sargento Ismael Vieira, palestrante da noite e que junto com a Polícia Militar de Sergipe realiza e desenvolve o Programa Educacional de Resistencia às Drogas e à Violência (Proerd), a conversa nas escolas atua no combate a ilícitos. “O bate papo com os estudantes ajuda na prevenção, além de contribuir para que eles saibam fazer escolhas corretas no decorrer da vida, evitando atos de violência e uso de drogas”. Já para o cabo Antônio Carlos Ferreira é preciso derrubar as barreiras entre a polícia e a população. “Precisamos construir pontes entre o estado e a comunidade, mostrar que a polícia também faz parte da sociedade mostrando qual o papel de cada um”.

Fotos: Danielle Pereira



Aldira Beatriz de Siqueira
Antônio Paixão
Alisson Santos de Jesus
sargento Ismael Vieira