Registro. A Secretaria Municipal de Assistência Social e do Trabalho (Semast) vem cadastrando os moradores da ocupação Maria do Carmo, no Grande Rosa Elze, durante esta semana. O objetivo desta ação é conhecer os moradores que residem nesta área, para quantificar e saber os benefícios federais que elas já recebem. O questionário também aborda a origem da fonte de renda e o tipo de residência em que elas estão morando.

De acordo com a coordenadora de programas especiais da Semast, Ana Flávia Oliveira, a intenção é mapear a situação dessas pessoas e, posteriormente, desenvolver políticas públicas que possam beneficiar esses moradores.  “Nossa intenção é ajudar essa e outras comunidades, seja através de ações de pavimentação e mobilidade urbana, até na questão da instalação da rede de esgoto, água e energia, ou até mesmo mapear as regiões para um possível empreendimento habitacional, no futuro, que contemple esses sancristovenses”, explicou.

Esse mesmo cadastramento vem acontecendo em outros locais, a exemplo da Cabrita e Casulo, porém, a coordenadora frisou não se tratar, neste primeiro momento da oferta de casas por parte da prefeitura. “Estamos fazendo um levantamento de dados, para conhecermos nossos moradores, nossas comunidades. Estaremos realizando a mesma ação em outros pontos do Grande Rosa Elze, mas é preciso deixar claro que não estamos cadastrando para dar casas, e sim para avaliarmos a situação destas pessoas, até porque não existe, no momento, nenhuma perspectiva de entrega de residências, mas, é importante antes de tudo sabermos quem são essas pessoas”, finalizou.