Ocorreu na manhã desta terça-feira (31), na sede, a caminhada “O Alto da Divinéia pede paz”,  organizada pela Unidade de Saúde da Família (USF) Raimundo Aragão e população  local. A ação contou com a participação dos profissionais da unidade, gestão da Secretaria Municipal de Saúde, moradores da região e comunidade da Escola Municipal Araceles Rodrigues Corrêa.

Segundo a secretária municipal de Saúde, Joélia Silva Santos, a cultura de paz e não-violência é uma prática adotada pela gestão sancristovense que se afirma com a participação intersetorial de todas as políticas públicas. “De forma solidária, desenvolvemos ações que estimulam as relações interpessoais com o comprometimento de promover e vivenciar o respeito à vida e à dignidade de cada pessoa. Sem discriminação ou preconceito, rejeitando qualquer forma de violência”, argmentou a secretária.

A diretora Geovana Matos, da USF Raimundo Aragão, lembrou que a  mobilização marcou também o encerramento das atividades da campanha “Outubro Rosa” no município. “Realizamos diversas ações durante todo este mês para reforçar a importância da prevenção ao câncer de mama, e finalizamos com a caminhada, que contou com o envolvimento direto da população”, argumentou Matos.

Para a enfermeira Olidelza Galdinho, o evento trouxe resultados positivos tanto na prevenção ao câncer de mama, quanto na interação com a comunidade local. “Quando fazemos atividades com estas, os bons efeitos se multiplicam e se traduzem em novas práticas de convivência social”, defendeu a enfermeira.

Opinião compartilhada pelo morador do Alto da Divinéia, Jonata Alan Moura, que fez questão de participar da atividade e alerta para a necessidade de fortalecer os vínculos entre população e gestão pública. “É muito importante que a prefeitura realize ações deste tipo, porque envolve toda a sociedade e permite um aprofundamento das discussões sobre diversos temas que estão no nosso dia a dia. É um diferencial positivo que venho notando nesta administração”, avaliou.


Geovana Matos, diretora
Olidelza Galdino, enfermeira
Jonata Alan Moura, morador do Alta da Divinéia