A Prefeitura de São Cristóvão dá continuidade ao trabalho de ampliação da rede de abastecimento do município e iniciou, nesta sexta-feira, 24, a implantação da rede de abastecimento do povoado Timbó, localizado vizinho à barragem do Poxim. A obra irá beneficiar 30 famílias, cerca de 150 pessoas, e está orçada em R$ 30 mil.

De acordo com o diretor-presidente do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de São Cristóvão, Carlos Melo, a previsão de conclusão dos serviços é final de dezembro. O gestor explica que a celeridade se dá porque a SAAE trabalha com gestão direta, sem terceirizações. “Priorizamos a gestão direta e os serviços são realizados por nossa equipe. É a grande diferença. O abastecimento do Timbó é uma demanda antiga da comunidade e um compromisso firmado pelo prefeito Marcos Santana. Estamos trabalhando para entregar água até o natal”, informou.

Morador do Timbó há dez anos, Luiz da Silva relata as dificuldades da rotina sem água. “A gente tem que pegar água da barragem para cozinhar e tomar banho. Quem tem condições, fez um poço em casa, mas nem todo mundo pode. Estou animado com a chegada das máquinas porque esse é um desejo antigo nosso. Nesses dez anos que moro aqui, nunca vi uma prefeitura fazer tanta obra. Em todo canto se vai, tem obra”.

Vizinha de Luiz, a dona de casa Eliziane Sousa é uma das poucas moradoras da região que tem um poço em casa e conta que a família resolveu investir após ela engravidar. “Passei dois anos nessa luta de ter que ir à barragem para lavar pratos e roupas. Quando engravidei, não conseguia mais por conta do esforço. A gente juntava os pratos e panelas do dia e descia no fim de tarde para lavar na barragem”.

Jéssica Silva afirma que a rotina ficará menos trabalhosa após a implantação de rede de abastecimento de água. “Para beber água e cozinhar é a maior dificuldade. Todos os dias, a gente organiza um grupo para descer para a barragem. Estou ansiosa para ter água em casa”, disse.

Além da implantação da rede de abastecimento do povoado Timbó, a Prefeitura finalizou a tubulação na Rua Etelvino de Oliveira,  no bairro Baixa da Divinéia. O investimento de R$5 mil contempla 30 casas. 

Silvan Alves de Oliveira é um dos moradores da Etelvino de Oliveira e comemora o benefício. “O serviço aqui era uma coisa simples, só trocar a tubulação que tinha uma capacidade muito pequena, mas nenhuma gestão resolveu. Já ficamos 45 dias sem água. Estamos muito agradecidos ao prefeito e á equipe da SAAE”.

A dona de casa Josefa Julião contou com alegria o que melhorou em sua rotina após o investimento. “Tomava banho de cuia. Foi uma alegria sem tamanho voltar a tomar banho de chuveiro”.

Mais investimentos

Esta semana, equipes da SAAE fizeram a transferência de uma bomba de captação para a estação do Rio Cumprido. O novo equipamento irá duplicar a capacidade de captação de água da estação de abastecimento do Rio Cumprido, na Cidade Baixa. A medida é mais uma ação para dar segurança hídrica para os moradores e beneficia 20 mil pessoas que residem no local.

Em setembro, a população da Cidade Baixa recebeu bomba para auxiliar na distribuição de água. O investimento de R$ 40 mil atende a demanda de 35 mil pessoas.

Também foi realizado o serviço de ampliação na rede de canos no Alto da Bela Vista.  Foram implantados 300 metros de encanamento para dar vasão à água captada da área do Campo Isaias Gileno Barreto (conhecido como “Limão”). Outra ação executada pela gestão foi a limpeza da Estação de Tratamento de Água (ETA), abastecida pela Barragem do Muniz, localizada às margens do Jesus Cristo, entrada da sede do município. 


Morador do Timbó há dez anos, Luiz da Silva relata as dificuldades da rotina sem água
Silvan Alves de Oliveira é um dos moradores da Etelvino de Oliveira e comemora o benefício