A  “São Criativos - Feira de Artesanato” marca presença na 34ª edição do Festival de Artes de São Cristóvão (FASC), que prossegue até domingo (3), no Centro Histórico do município. Com cerca de 70 expositores, a feira apresenta ao público a produção artesanal sancristovense, além de gerar renda para os artesãos locais. 

Segundo a expositora Lucia Moura, participar do FASC é uma oportunidade de divulgar o trabalho ao público externo e estimular nos moradores de São Cristóvão o sentimento de pertencimento à produção cultural da cidade. “Ao mesmo tempo em que mostramos o nosso trabalho aos visitantes, também reforçamos a necessidade de valorização da prata da casa. Nossa cidade tem um artesanato diversificado e belo, e a 'São Criativos' cumpre o papel de revelar esta produção. Estarmos no Fasc abre este olhar”, avaliou. 

A “São Criativos” é realizada pela Prefeitura de São Cristóvão, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e do Trabalho e da Fundação Municipal de Cultura e de Turismo João Bebe-Água. Tem como proposta valorizar a diversidade cultural da cidade, resgatando a sua tradição histórica e artística, e também criar novas possibilidades de geração de renda aos artesãos e empreendedores locais. Ocorre periodicamente na sede e Grande Rosa Elze. 

Para a artesã Cândida Alves, a presença  da “São Criativos” no tradicional Festival de Artes revela que a feira está consolidada e já faz parte do calendário cultural do município. “É muito importante este momento para que possamos cada vez mais mostrar o que produzimos. Além disto, oferece a possibilidade de ganhos para ajudar no orçamento familiar”,  explicou. 

A estudante Liliane Brito, de Aracaju, fez questão de visitar a feira e comprar uma peça que a lembrasse da participação no FASC. “Além das atrações artísticas que o festival apresenta, quis conhecer a produção artesanal local. É um trabalho rico, diferente, que retrata bem a diversidade da cidade. Gostei muito”, atentou. 
 
Programação
 
Lembrando que 34° edição do FASC segue até  este domingo (3), com a seguinte programação:

Palco João Bebe-Água (Praça São Francisco)                
16h - Um novo mundo (Grupo de Dança Nova Era 30')
16h30 - Coletivo Afro de Sergipe Ginká
17h30 - Os Cavaleiros da Triste Figura (Boca de Cena)
18h30 - Sanfônica
20h - Lacertae
21h30 - The Baggios
23h30 - Nação Zumbi 

Palco Frei Santa Cecília (Praça do Carmo)    

14h30 - Chamem todas as Marias (Grupo de Dança Aldeia Mangue)
15h – Crística – sobre os Mitos do Sangrado Feminino – Paula Amado
16h - Ferdinando Blues Trio e Mateus Santana
17h30 - Naurêa
19h - Trem do Samba (com Marquinhos de Oswaldo Cruz e Tia Surica da Portela)
21h - Os Tabaréus
23h - Zé Tramela

Salão de Literatura José Augusto Garcez (Biblioteca Lourival Baptista, na Praça São Francisco)

Abertura com resultado dos trabalhos realizados por Ricardo Lins  
14h às 18h - Feira de Livros da Segrase
14h - Roda de conversa Izabel Nascimento (presidente da Academia Sergipana de Cordel)
15h - Oficina de Xilogravura de capa de cordel para cordelistas (Nivaldo Oliveira)
16h - Varal Poético com Alda Cruz
18h - Sorteio de dez livros entre os visitantes do Salão (Oferecimento da UFS)

Salão de Artes Visuais Vesta Vianna (Vigário Barroso - Praça da Matriz)

14h - Roda de Conversa sobre Arte em São Cristóvão - influência do FASC e contribuições para os artistas locais

 
Roteiro de igrejas (Poeta João Freire Ribeiro)

Igreja Nossa Senhora da Vitória (Praça da Matriz) 
15h - Banda Popular Filarmônica de Lagarto
15h30 - Filarmônica de Laranjeiras
16h - O Corcunda de Notre Dame (Cia de Artes Tetê Nahas)
20h - Coral Jesus Gonçalves 

 
Cortejos (Caminhos de Mestre Rindú)

10h - Samba de Coco do Mosqueiro
 11h - Batalhão de Bacamarteiros de Carmópolis 
15h - Burundanga
15h30 - Carimbó Coqueiros 
16h30 - Taieira de São Cristóvão 

 
Cine Trianon (Praça da Matriz)

17h - Mostra Curta-SE Festivalzinho
17h30 - O Arquivo de Ivan 
17h45 - Hotel Palace 
18h15 - A fina Malha do Tempo 
18h30 - Um Operário do Cinema 
18h45 - Doce Exílio 
19h - Madona e a Cidade Paraíso 


Teatro Mariano Antônio (Colégio Elic)

17h30 - Vulcão - Grupo Caixa Cênica
19h - De que lado você está - Cia de Teatro Pro Cena
20h - Presentemente eu posso me considerar um sujeito de sorte (base poética Belchior) - Dep. Teatro UFS.

Exposições

Museu de Sergipe
Exposição Museu do Homem Sergipano
Exposição 100 anos do Cultart
Exposição FASC em Cartaz
Exposição Centenário de Aracaju, de Waldemar Lima
Um sergipano na Belle Époque, Candido Aragonez de Farias

Museu de Arte Sacra
Exposição Figure-se (Gladston Barroso)
Espaço D'Época (rua Messias Prado 116)
Exposição Emblemáticos (autor: Beto Ribeiro)

 
Fotos: Danielle Pereira e Márcio Garcez


Lucia Moura, artesã
Cândida Alves, artesã
Liliane Brito, estudante