Agricultores familiares de São Cristóvão participaram, na manhã desta segunda-feira (11), de mais uma reunião com o objetivo de esclarecer dúvidas sobre a chamada pública para fornecimento de alimentação escolar, em 2018.  O encontro ocorreu na Casa da Merenda,  na sede.

Segundo a nutricionista da Secretaria Municipal  de Educação, Maria Andreia Magalhães, a reunião foi mais uma oportunidade que os agricultores familiares tirassem dúvidas sobre documentação, normas e tipos de produtos, estimulando-os a participar do processo licitatório. “A nossa meta é fomentar a produção local. É uma determinação da atual gestão inserir a agricultura familiar na alimentação escolar, garantindo um cardápio de qualidade, com alimentos produzidos aqui mesmo, no nosso município”, explicou.

De acordo com o agricultor Gizeldo Santos, do Assentamento Rosa Luxemburgo, a reunião foi um bom momento para discutir as ferramentas necessárias à inclusão da pequena agricultura no processo educativo, como segmento importante da economia local.  “O apoio que a gestão municipal está oferecendo é o incentivo que precisamos para aumentar a comercialização dos nossos produtos”,  avaliou.

Já a presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de São Cristóvão,  Maria do Carmo dos Santos , afirmou que a proposta da Prefeitura de inserção da agricultura familiar na alimentação escolar, como política pública, movimenta a economia local. “É muito importante ter os subsídios necessários para que possamos nos planejar, plantar e ter a garantia da venda. E, para a população, é a certeza de que terão produtos de qualidade no cardápio das crianças”, observou.

Fotos: Danielle Pereira


Andreia Magalhães, nutricionista