Nesta quarta-feira (13), a Secretaria Municipal de Assistência Social e do Trabalho recebeu a visita de representantes do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) e da Secretaria de Estado da Mulher, Inclusão e Assistência Social, do Trabalho e dos Direitos Humanos (Seidh) que vieram avaliar a atuação do Programa Criança Feliz – criado pela primeira dama do Brasil, Marcela Temer, objetivando o acompanhamento de crianças e famílias que recebem Bolsa Família, estimulando assim, através de consultorias, os vínculos afetivos familiares.

De acordo com a consultora federal do Programa Criança Feliz (PCF), Patricia Paine, a escolha de São Cristóvão faz parte do contexto de Sergipe como um dos estados mais atuantes na execução do programa. “Estamos visitando algumas regiões para termos contato com as pessoas que estão trabalhando na ponta do programa, saber quais são as dificuldades que essas pessoas estão sentindo, como as famílias estão aceitando. Isto faz parte de um monitoramento e Sergipe sempre esteve a frente dos outros estado, pois foi em Pacatuba que aconteceu a primeira visita domiciliar do programa Criança Feliz. A implantação do programa dentro do estado também foi algo eficiente. O plano de ação elaborado em Sergipe é um dos melhores do Brasil e serve de exemplo para os outros estados”, frisou Patricia.

Segundo a técnica de referência do PCF em Sergipe e integrante da Seidh, Luizélia Souza, o município vem se destacando pela atuação da equipe da Secretaria Municipal de Assistência Social e do Trabalho. “São Cristóvão permanece em busca ativa de famílias para compor o quadro de 200 usuários atendidos, mas já é um município referência. As equipes já estão atendendo e vêm fazendo um trabalho importante, e por isto o município foi escolhido pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), que veio entender como está o fluxo de trabalho e a intersetorialidade na cidade. É preciso ressaltar que cada família, criança atendida no PCF fica por três anos e depois essa vaga é preenchida por outra pessoa. A nossa intenção é sempre ampliar”, pontuou.

Tamyres Rocha Passos de Souza, que supervisiona o PCF em São Cristóvão enfatizou a importância do município receber a visita de Brasília para averiguar os trabalhos. “Foi a confirmação de que estamos realizando um trabalho ideal. Neste momento, São Cristóvão ainda está em campo preenchendo as vagas para os integrantes do PCF, mas as famílias já cadastradas estão sendo atendidas da melhor forma possível. Diariamente nossas equipes estão em contato com essas crianças e suas mães, fazendo um trabalho de estímulo da relação familiar, a partir de brincadeiras, conversas e outras atividades”, finalizou.