Na noite da última quinta-feira (21), o grupo de teatro Imbuaça apresentou o espetáculo “Tá Caindo Fulô” para os moradores do conjunto Eduardo Gomes, na praça da Igreja Nossa Senhora de Loreto. O Auto de Natal, que tem o respaldo do Banese, faz parte de uma série de apresentações que vem acontecendo em diversos municípios sergipanos, tornando a história do nascimento de Cristo num evento de cultura e arte para brindar os olhos neste final do ano.

“Encenamos esse auto natalino há nove anos, que começou com os alunos do projeto Mané Preto, onde fizemos um trabalho de final do ano. Depois resolvemos fazer este espetáculo com atores profissionais e o grupo Imbuaça assumiu a organização. É uma peça com muita música e dança, mas com raízes dentro do nosso núcleo de pesquisa que a é a arte popular. É a história bíblica respeitada, universal, com o acréscimo de músicas do folclore nordestino e música clássica, como Bach. São 12 atores em cena, com uma grande estrutura física que levamos e montamos em cada local da apresentação”, explicou o diretor do espetáculo, Iradilson Bispo.

A apresentação contou com o apoio da Fundação de Cultura e Turismo João Bebe-Água. O presidente do órgão, Gaspeu Fontes enalteceu a importância do Imbuaça presentar os moradores do município com a apresentação. “O Imbuaça é um grupo renomado e é uma honra ter a participação deles aqui em nossa cidade. Nós apoiamos a vinda do grupo e este é um dos nossos objetos: a fomentação de plateia. Após a grandiosidade do Festival de Artes de São Cristóvão (FASC), essa foi uma forma de presentearmos os moradores do Eduardo Gomes com uma apresentação cultural, do alto nível do Imbuaça”, disse.

Para Suziane do Prado Lima, que nunca tinha assistido a uma apresentação do grupo, esta foi a oportunidade ideal. “Foi a primeira vez que assisti a uma apresentação deles e gostei muito. Cultura é sempre bem-vinda. Já assistir peças teatrais quando tinha mais tempo, mas há muito não via uma apresentação assim. Aproveitei a folga para trazer meu filho para acompanhar também”, frisou.


Segundo Bernadete dos Santos Oliveira, o Auto de Natal foi um momento de reflexão. “Achei lindo. Adorei a apresentação. Tudo me tocou, principalmente, a história de Jesus contada assim de forma simples e teatral”, pontuou. Já Edilson Soares, que frequenta a Igreja Nossa senhora de Loreto, ficou sabendo da peça através da mãe e fez questão de acompanhar. “A peça trouxe esse sentimento de amor sendo contando a partir da história de Cristo. É bom que as pessoas levem este sentimento para todos os dias do ano, que seja contínuo e não passageiro”, enfatizou.

Fotos: Márcio Garcez.


Gaspeu Fontes
Suziane do Prado Lima
Bernadete dos Santos Oliveira