Durante o ano de 2017, os professores da rede municipal participaram de dez importantes encontros para discutirem e aprimorarem técnicas para a inclusão de alunos com deficiência dentro da sala de aula. O resultado foi celebrado nesta sexta-feira (22), no Salão dos Carmelitas, onde a Secretaria Municipal de educação entregou os diplomas aos docentes que participaram do curso de “Formação Continuada: Atendimento Educacional Especializado à Criança e ao Adolescente com Deficiência”, parceria entre a Prefeitura de São Cristóvão e a Faculdade Regional da Bahia (Unirb). O vereador aracajuano Lucas Aribé compareceu ao evento, que contou também com as participações do prefeito Marcos Santana e do vereador sancristovense, Vanderlan Correia.

“O setor de inclusão é apenas um dos quais precisamos fortalecer. É necessário darmos condições para que nossos professores trabalhem incluindo crianças e adolescentes com deficiência dentro da sala de aula. Estamos trabalhando para criarmos uma Educação de Referência em nosso município, e hoje, com este encerramento, percebemos que demos o primeiro passo para que isto aconteça”, enfatizou o prefeito Marcos Santana.

A secretária municipal de educação, Andréa Hermínia, explicou que a gestão vem acompanhando o assunto inclusão de forma ativa. “Estamos pensando de forma abrangente: acolhendo as diferenças. No próximo ano pretendemos ampliar esse assunto criando o Núcleo de Atendimento ao Aluno com deficiência, onde vamos trabalhar em parceria com as Secretarias de Saúde e Assistência Social e do trabalho”, informou Andréa.

Para a coordenadora municipal de políticas educacionais para a adversidade e educação especial, Marileide Prado Menezes e Martins, que acompanhou de perto gerindo todo o processo de formação dos professores, a data de hoje marca um novo período para a educação sancristovense. “Desde março estamos trabalhando com os 145 professores inscritos no projeto e hoje estamos finalizando esta etapa que certamente será ampliada em 2018. Esse trabalho é inédito dentro de São Cristóvão e serviu para que nossos professores aprimorassem seus olhares para os alunos com deficiência. Já estamos vendo isto na prática, com nossos professores colocando o aprendizado do curso em seu cotidiano escolar”, frisou.

Segundo o professor de Português do Gina Franco, Erineto Vieira dos Santos, o curso sensibilizou todos os componentes. “Não apenas aprimorou nosso olhar para a questão em si, como também nos fomentou a lidar com as situações do dia a dia. Pudemos ver que um aluno com deficiência possui outros sentidos mais apurados. O curso deu uma boa base para que consigamos dialogar mais sobre a questão da deficiência física em sala de aula”.

Para Maria Vera de Góis, professora de Alfabetização na Escola Tia Adilma, foi fundamental fazer parte do curso. “Nunca houve algo assim em nosso município e certamente enriqueceu a todos nós, professores. Já estamos colocando em prática tudo aquilo que aprendemos com os palestrantes em sala de aula. Tanto o prefeito quanto a Secretaria Municipal de Educação estão de parabéns pela iniciativa”, pontuou.


Jaqueline Cavalcante, que ministrou o curso ao longo dos meses, se mostrou emocionada ao falar do percurso trilhado por todos, no tocante ao compromisso com o aluno deficiente físico. “Quero agradecer a oportunidade de ter trabalhado aqui neste meses, através da parceria entre a Prefeitura de São Cristóvão e a Faculdade Regional da Bahia (Unirb). Pude notar o empenho dos professores que estiveram aprendendo esta forma de enxergar a educação inclusiva. Certamente, os alunos serão beneficiados com essa formação”, disse.

O vereador Lucas Aribé enalteceu o papel da gestão municipal em aperfeiçoar o quadro de docentes para o trabalho em sala de aula com o aluno que possui deficiência. “Achei a iniciativa louvável, pois não mostra apenas a preocupação com a inclusão escolar como também abrange a discussão para o âmbito social. Estamos vivendo a ‘Era da Inclusão’ e nada melhor do que começar isto pelas escolas e seus alunos”, finalizou.

Fotos: Danielle Pereira.


Marcos Santana
Andréa Hermínia
Marileide Prado Menezes e Martins
Erineto Vieira dos Santos
Maria Vera de Góis
Lucas Aribé