O atleta Marcelo Guará divide a rotina de treinos de muay thai e aulas com a busca por patrocínio e apoio para competições e equipamentos. A partir desta sexta-feira (22), ele e demais atletas sancristovenses poderão contar com auxílio financeiro, por meio da Bolsa Atleta instituída pela Prefeitura de São Cristóvão, com a sanção da lei Duda Lisboa (nº 312/2017). O prefeito Marcos Santana coordenou a solenidade de assinatura da lei e anunciou a criação da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer.

“Nossa maior dificuldade é conciliar treinos, trabalho e a procura por patrocínio. Essa iniciativa da prefeitura é muito boa, é mais uma porta que se abre para fortalecer o esporte”, disse Marcelo.

A lei Duda Lisboa designa o auxílio-atleta, prioritariamente, aos atletas praticantes de esporte de rendimento e que estejam representando São Cristóvão. A bolsa terá validade de um ano, sendo paga em 12 parcelas mensais. Para ter acesso, os esportistas terão que se enquadrar em uma dessas três categorias: Atleta Municipal- destinada aos atletas que tenham participado de competição esportiva não estudantil e que estejam representando São Cristóvão; Estudantil- para atletas que tenham participado de competição esportiva estudantil e Paratletas - abrange atletas com deficiência. Para receber a bolsa, o atleta precisa residir no município pelo menos há dois anos e estar em plena atividade esportiva.

Em seu discurso, o prefeito Marcos Santana destacou o papel transformador do esporte, capaz de retirar crianças e jovens de situação de vulnerabilidade social. “Queremos levar o esporte para a periferia, tirar os jovens da praga das drogas. Hoje nós estamos sancionando uma lei que vai permitir que os atletas possam ter mais condição e tranquilidade de praticar e representar a nossa cidade no mundo todo. Esse projeto está dentro do nosso programa de governo. A lei 312 tem nome: Duda Lisboa, nossa grande promessa do vôlei de praia do Brasil nas próximas Olimpíadas. É um dia de muita alegria, alegria de quem sabe que está criando as condições para que atletas possam praticar o seu esporte com tranquilidade e possam levar o nome de nossa cidade para o mundo todo, não só para o Brasil”, afirmou, explicando o número de bolsas disponibilizadas será de acordo com o limite é orçamentário do município. “Vamos ter que estabelecer para o ano de 2018 quanto vamos poder gastar no total com o bolsa atleta".

Atleta de Jiu-jitsu, Erika Fernanda comemorou a sanção do projeto. “Estou feliz com esse projeto porque será uma ajuda para a gente, um incentivo a mais. Hoje, eu só tenho parceria com a academia que treino e uma parceria para suplemento”, disse.

Ex-atleta e dirigente de um Centro de Treinamento de vôlei no bairro Pintos, Cida Lisboa conhece as dificuldades enfrentadas por quem escolhe o esporte como profissão. Atualmente, ela atende 60 alunos, entre crianças e adolescentes, cuja situação financeira, muitas vezes, os impede de manter a atividade. “Essa lei nos alegra porque São Cristóvão é um celeiro de atletas. Agora, os atletas ficarão mais preocupados em treinar porque sabem que vão ter uma estabilidade melhor para as competições, vão poder se alimentar melhor. O esporte tem um papel muito importante na inclusão social, porque a maioria dos meus alunos é de família simples, de baixa renda e eu consigo tirá-los, nem que seja por duas, três horas, um pouco da rua. Com o esporte, eles ficam mais disciplinados, rendem mais na escola”.


Aos 19 anos, Duda Lisboa é apontada como talento precoce no Vôlei de Praia. Foi a primeira atleta da história a disputar os três Mundiais de base, é tricampeã mundial sub-19 e vice-campeã mundial sub-23. Ela dá nome à lei sancionada hoje e conta que a trajetória no esporte será menos difícil com a bolsa. “Se eu tivesse esse auxílio quando comecei, com certeza seria mais fácil. Você tendo o bolsa atleta, ajuda a ter uma alimentação melhor para a hora da competição, a comprar passagem. É muito difícil para os atletas que não têm esse suporte porque acaba faltando muita coisa. Essa lei vai permitir que os atletas a sonharem mais”.

Presenças

Participaram da solenidade os vereadores Vanderlan Correia, Vanderlan Nego e Paulo Júnior e os secretários municipais de: Infraestrutura, Thiago Souza; de Saúde, Joélia Santos; de Governo, Paola Santana; o superintendente da SMTT, Major J.Luís, o presidente da Fundação de Cultura, Gaspeu Fontes e o diretor do SAAE, Carlos Melo.

Fotos: Márcio Garcez.


Prefeito Marcos Santana efetivando o apoio aos esportistas
Cida Lisboa falando da importância da Bolsa Atleta