Registro. A Prefeitura de São Cristóvão iniciou o cronograma 2018 de recuperação de ruas pelo Tijuquinha 2. No local, os moradores já comemoram a execução do serviço que trará mais mobilidade e segurança.

A dona de casa Maria de Almeida aguarda com ansiedade as melhorias. “Tenho problema de hérnia de disco, para mim, é doloroso andar por aqui porque o terreno é irregular. Sair a pé é quase impossível. Essa obra vai mudar nossa vida”.

Morador da travessa que corta a Rua Rio Branco, o aposentado José Santos conta que sair de casa exige uma atenção extra por conta dos buracos nas vias. “Temos que andar com cuidado aqui porque são muito buracos e irregularidades no terreno. Para idoso, como eu, é ainda pior. Sem falar na poeira e lamaçal quando chove. Mas estamos esperançosos porque nunca uma Prefeitura olhou por a gente daqui. Sabemos que o prefeito tem trabalhado”.

“Quem mora na parte de baixo do Tijuquinha 2, tem que fazer um esforço extra porque os ônibus não descem. Já era hora dessa obra”, afirma a diarista Carla Santos.

Outras obras

A gestão municipal realiza serviços de recuperação de vias em outros bairros e povoados. Já foi executada a recuperação da rua São Francisco, que interliga os conjuntos Tijuquinha e Luiz Alves, bem como a recuperação da Avenida Irineu Neri, que liga a sede do município ao povoado Rita Cacete. A avenida, que não tinha serviço de recapeamento há quase sete anos, recebeu 140 toneladas de massa asfáltica.  
 
Fotos: Márcio Garcez.


A dona de casa Maria de Almeida aguarda com ansiedade as melhorias
Morador da travessa que corta a Rua Rio Branco, o aposentado José Santos conta que sair de casa exige uma atenção extra por conta dos buracos nas vias