Com o objetivo de reduzir o número de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, as secretarias municipais de Educação, Saúde e Assistência criaram o projeto ‘Cresceres’. Em fase de concepção, os gestores das pastas envolvidas reuniram-se nesta terça-feira (06) para alinhar coordenadas e ações. 
 
“Hoje, cada secretaria está apresentando os projetos que já realizam e que podem se unir no projeto Cresceres. Por exemplo, o serviço de Convivência da Secretaria de Assistência pode atuar no projeto, o combate ao trabalho infantil pode se unir com a proposta de manter crianças e jovens mais tempo nas escolas com oficinas. Após essa reunião, vamos traçar resultados e estabelecer um cronograma de início do projeto”, disse o coordenador pedagógico da Secretaria Municipal de Educação, Andrey César Louzada. 

A primeira-dama do município, Sandra Santana, acompanhou a reunião e destacou a importância da integração das secretarias no desenvolvimento e execução de um projeto único. “Esse trabalho vai nos mostrar como é produtiva a interação. Ganham os adolescentes e crianças, seus pais e nós”, disse.

Já a secretária de Assistência Social, Fernanda Rodrigues de Santana, explicou que o projeto ampliará a rede de atenção do aluno para incluir familiares. "A importância do programa para o município é a previsão de fazer um trabalho com esse segmento - família, criança, adolescente, jovem - a partir de um olhar coletivo, com as três políticas: saúde, educação e assistência. Foi uma ideia muito feliz da equipe e a abrangência é uma potencialidade porque a educação é pra todos, a gente sabe que essa parcela da população  vai ser atingida e vai reverberar na comunidade, na família, aquilo que a assistência pode trabalhar, os programas que a assistência pode ofertar, a saúde, seus indicadores, e a educação como resultado final, que é a superação de fatores de risco, o aumento da rentabilidade na escola”, disse. A próxima reunião sobre o projeto ocorrerá dia 19.
 

Fotos: Márcio Garcez.